Após assaltar duas mulheres, bandido é surpreendido por 10 homens fortes

Um assaltante que havia sido posto em liberdade em 22 de janeiro, após ser preso por tráfico de drogas, foi salvo de um linchamento por policiais militares do Distrito Federal.

O homem havia roubado a carteira e o celular de duas mulheres, na manhã deste sábado (16/2), enquanto elas atravessavam a passarela próximo ao balão do Recanto das Emas.

Após subtrair os objetos e tentar fugir, um grupo com cerca de 10 homens o cercou e começou a agredi-lo com socos, chutes e pauladas. Policiais em uma viatura foram avisados do roubo na DF-001 e se deslocaram até o lugar informado por uma testemunha.

Quando chegaram ao local, os militares tiveram de acalmar os ânimos dos agressores para efetuar a prisão do ladrão. Segundo algumas testemunhas, os homens eram fortes e sarados.

O bandido sofreu ferimentos no rosto e foi encaminhado pela PM à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Recanto das Emas. Na unidade de saúde ele recebeu curativos e seguiu na viatura até a delegacia da região.

Segundo o sargento do Batalhão Rodoviário César Caldas, que efetuou a prisão, não foi possível prender nenhum agressor pois havia muitas pessoas no local, incluindo curiosos, e a PM não conseguiu identificar quem participou do linchamento.

Lula diz que desconhece nova condenação: ‘Sou inocente de tudo’

Jean Wyllys diz que vai morar na Alemanha e internauta comenta: ‘troco do 7×1?’