Bolsonaro chama Globo de inimiga em áudio e emissora responde; ouça

Vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo, Paulo Tonet Camargo é o pivô da discussão entre o presidente Jair Bolsonaro e Gustavo Bebianno, que culminou com a queda do então ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República. 

O anúncio da queda do ministro foi feito nessa segunda-feira (18), e já nesta terça (19) vazaram os áudios da conversa de WhatsApp em que Bebianno e Bolsonaro discutem por conta de uma reunião marcada com o diretor global. A confusão começou na terça-feira passada, quando Bolsonaro encaminhou a Bebianno uma mensagem contendo a agenda do ministro. Nela, constava que Bebianno receberia naquele dia, às 16h, Paulo Tonet Camargo. 

Ao receber mensagem de Bolsonaro, Bebianno respondeu de imediato: “Algo contra, capitão?”. Após mandar algumas mensagens por escrito, Bebianno recebeu um áudio do presidente em que ele declara que a Globo é inimiga do governo e que, ao fazer contatos com a emissora, a Presidência estaria sendo colocada em posição delicada com “outras emissoras”. Ouça e leia abaixo.

Por ter sido mencionada, em resposta, o grupo escreveu que “considera que não tem nem cultiva inimigos” e que tem como “missão levar ao público jornalismo independente – dando transparência a tudo o que é relevante para o País”. “Continuaremos a trabalhar nesta mesma direção”, acrescentou.

Sobre a visita marcada pelo próprio ex-ministro com o representante da emissora, Paulo Tonet Camargo, a Globo alegou que “visitas de diretores do Grupo Globo a autoridades dos diferentes poderes, servidores públicos, executivos de empresas e representantes da sociedade civil são rotineiras”.

“E, nesse aspecto, não nos diferenciamos de qualquer grupo empresarial que pretenda ouvir todas as vozes de uma sociedade livre, de forma transparente e com agenda pública, mantendo relações estritamente institucionais e republicanas”, concluiu.

Após ser apontada como amante de Loreto, Marina Ruy Barbosa é vista sem aliança

Cruzeiro com Wesley Safadão tem surto de ‘doença contagiosa’ e cantor de forró corre risco de contrair