Médico é flagrado agredindo grávida que não conseguia ter parto normal

Um vídeo em que um médico agride e xinga uma paciente em trabalho de parto em um hospital público de Manaus viralizou na web esta semana. De acordo com a polícia civil, o funcionário cometeu crime de injúria e vias de fato. As informações são do G1 Manaus.

Nas imagens que, de acordo com a Secretaria do Estado de Saúde do Amazonas (Susam), foram gravadas em 2018, é possível ver o médio tratar a paciente de maneira ofensiva e chega a dar tapas na coxa da mulher. Em seguida, é possível ver que um familiar afirma que irá denunciar o caso e médico responde a gritos para que a família o denuncie. 

Nas imagens que começaram a circular no Facebook na última terça-feira (19), a mulher aparece deitada em posição ginecológica e parece exausta. O médico, sentado à frente da parturiente, pede que ela “desça ainda mais”, para ficar mais acessível a ele. Ela reclama de cãibra na perna, chora de dor e pede ajuda. Uma enfermeira se aproxima para fazer massagem na perna da parturiente e, nesse momento, uma outra mulher, aparentemente a acompanhante, aparece no vídeo dizendo que a grávida não tem condições de fazer parto normal e pede que o médico a leve para o centro cirúrgico.

Armando Andrade Araújo é o nome do médico que aparece em vídeo agredindo uma grávida durante trabalho de parto na Maternidade Balbina Mestrinho. Apesar de o vídeo ter sido gravado há nove meses, a Susam (Secretaria de Saúde do Amazonas) informou que pediu o afastamento do médico e que encontrou o registro de um procedimento administrativo contra ele por negligência médica.

Na Justiça do Amazonas, o médico, que foi preso em fevereiro de 2015 e obteve a liberdade em maio do ano passado, já foi denunciado por corrupção passiva, estupro e erros médicos. Armando Araújo mantém o registro profissional regular no CRM (Conselho Regional de Medicina) e continua atuando, inclusive prestando serviços ao Governo do Amazonas por meio do Igoam (Instituto de Ginecologia e Obstetrícia do Amazonas).

Mulher casa com bezerro achando ser encarnação do marido

José Loreto se pronuncia após se separar de Débora: ‘Errei sim. Manchei teu nome…’