Famosos se manifestam contra Bolsonaro: ‘Somos idiotas úteis’

Nesta quarta-feira, a fatídica #15M, milhões de brasileiros saíram às ruas para protestas contra a decisão do governo de Jair Bolsonaro (PSL) em realizar cortes no orçamento destinado à Educação.

Uma revista, inclusive, lançou a hashtag #EducaçãoSim para endossar a paralisação nacional e dar apoio a todos os estudantes que se manifestam contra essa atitude errática do presidente e seu ministro, Abraham Weintraub.

No Rio de Janeiro, Hana Khalil, Rodrigo França e Gabi Hebling foram juntos à manifestação no centro. Já em São Paulo, Bruno Fagundes e Ana Hikari marcaram presença no ato que aconteceu na Avenida Paulista.

“Eu acho que essa manifestação é muito importante e eu estou muito feliz que eu estou aqui e está gigantesca, muito maior do que eu imaginava”, começou Ana sobre o movimento. “Tem gente de todas as idades: crianças, adolescentes galera de ensino médio, fundamental, pessoal das universidades. Está todo mundo unido porque é uma pauta muito importante.”

Bruno Fagundes, filho de Antônio Fagundes, também falou sobre suas motivações para participar do ato, contando simmpatizar muito pela causa dos estudantes e educadores.

 “É absurdo e quase surreal ver estudantes de 15, 16 anos, manifestando contra cortes nessa área; deveria ser a agenda principal de qualquer Governo. Prezar pelo futuro dos nossos jovens. Nossa classe estudantil. Nossos Professores. Nossos futuros cidadãos”, afirmou.

Visualizar esta foto no Instagram.

BRASIL dos “idiotas úteis“ . ✊🏼🇧🇷❤️

Uma publicação compartilhada por Bruno Gissoni (@brunogissoni) em

Após se assumir gay, Diego Hypolito revela: “Quero ficar com a boca da Anitta”